13fev
2015
0

Crise Hídrica: Qual o melhor jeito de economizar?

O Brasil vive uma das maiores crises hídricas de sua história. A escassez de água deixou de ser um problema localizado e passou a impactar diversas regiões do país, sobretudo o Sudeste.

Para evitar o desperdício de água, os proprietários de bares e restaurantes devem, primeiramente, conhecer o hidrômetro. É o que aconselha Alessandro Perdigão, gerente da Divisão de Ações Mercadológicas da Superintendência Comercial da Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa). “É esse equipamento que mede o consumo de água. É preciso verificar onde está instalado e fazer o acompanhamento regular do consumo”, explica.

Na cozinha, para a limpeza dos pratos, talheres e copos, a dica é deixar acumular o máximo possível, retirar todos os resíduos e jogá-los no lixo e só depois fazer a higienização necessária. “É aconselhável ensaboar a maior quantidade de vasilhames possível, enxaguando-os posteriormente de uma só vez, abrindo a torneira o necessário para um enxague correto. É importante, também, colocar um redutor de vazão para reduzir o volume de água”, orienta Perdigão.

Deixar uma torneira aberta por um minuto gasta em média de 12 a 20 litros de água, levando em conta a vazão e a pressão. Se uma torneira ficar gotejando por um dia, 45 litros de água podem ir, literalmente, ralo abaixo. Por isso, o recomendado é limpar primeiramente os restos de comida e o excesso de óleo e gordura, ensaboar o máximo de vasilhas, para depois enxaguar.

Com relação ao banheiro, ele explica que é necessário verificar o estado de uso do vaso sanitário e das torneiras. Se possível, trocar os equipamentos hidráulicos antigos por novos, considerados inteligentes, que são programados para o uso racional de água. Perdigão frisa que é preciso verificar o volume e a pressão de cada equipamento hidráulico, uma vez que estudos e pesquisas mostram que essa troca pelos “equipamentos inteligentes” alcança, em média, 50% de economia de água. Na faxina, ao invés de mangueiras, o correto é usar balde e um pano úmido.
Quando for higienizar alimentos, ele orienta que “se for em grande quantidade, é interessante colocar os alimentos – frutas, verduras e hortaliças – em um recipiente com água potável e algumas gotas de água sanitária ou cloro, que vão eliminar os micro-organismos existentes nesses alimentos, e dar um enxágue apenas para retirar a água na qual ficaram armazenados”, conclui.

 

Fonte: Food Magazine

Compartilhar:

Sem Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.